31 maio 2016

BookShelf Tour: Minha estante de livros ♥



           Olá meus amores, como vocês estão? Eu resolvi fazer um (mini) tour pela minha tão amada estante de livros amarela, meu xodó! Galera, já deixei o MINI bem claro, porque eu realmente não tenho muitos livros, tenho o necessário para todo o meu coração (na verdade, é porque os livros estão muito caros haha). Já mostrei nesse post aqui como eu fiz essa estante fofa e linda que eu tanto amo, vocês viram a GRANDE transformação que aconteceu nela. E os meus livros, já mostrei quase todos nos meus vídeos do canal ♥
           Então vamos lá, ninguém quer ficar me vendo (ou me lendo) falar tanto, vamos direto ao que interessa, não é mesmo?



Minhas redes sociais:

28 maio 2016

Me encontrar.

         Sei que muitas de nós está passando pela mesma fase, acho que é normal isso acontecer pelo menos uma vez na vida. E dizem que ser adulto é difícil. Acho que os adultos já se esqueceram de como é ser adolescente. Ser adolescente não é ser criança e não é ser adulto, é não poder ser infantil demais e nem maduro demais e o pior: é não saber fazer escolhas que podem (e vão) definir o que será do resto das nossas vidas. Ser adolescente é isso, é ser um poço de incertezas
        Olhando bem para mim mesma, consigo ver claramente essa incerteza. Ora, eu nem consigo ficar mais de um ano gostando das mesmas coisas (algumas continuam sendo queridas), imagina tentar manter um equilíbrio nessa mente cheia de incertezas. Em menos de 10 anos podemos ser roqueiros, hispster, otakus, totalmente cute, intelectuais, desleixados, organizados, contra o sistema, a favor do sistema, super amor próprio ou zero alto estima. E o pior, é que ninguém pode nos ajudar a arrumar essa bagunça. a bagunça só vai se organizar quando o mundo quiser que isso aconteça (talvez nunca aconteça), não podemos mais deixar que nossos pais organizem tudo por nós (de vez em quando, talvez).
         A bagunça interna vai se tornando desafios que temos que enfrentar, infantilidades que temos que abandonar e um pouco de conhecimento sobre a vida que com certeza irão se acumular, o pior é que nem a rima faz esse processo parecer fácil e organizado. As vezes, nós nem precisamos pensar muito para que as incertezas apareçam, as vezes ela vem como uma velha amiga e nós vamos nos acostumando a te-la por perto. Será que nos acostumamos?
         E chega a hora de enfrentar o maior desafio que vamos enfrentar nessa fase, ou talvez na vida inteira: Quem sou eu? É nessa hora que a nossa vontade é deitar em posição fetal para sempre, mas a pressão que nos impõem torna até esse ato impossível. É hora de escolher o que você vai fazer da sua vida. E se eu não tiver escolha? É, sempre tem algo para deixar nossas incertezas piores. 
       Mas sabe, em um desses momentos de incerteza foi quando eu descobri que: Cara, vamos relaxar, a vida é só uma mas somos muito novos para decidir o que fazer. E se eu não quero ser só uma coisa para o resto da vida? Você não precisa! A maturidade um dia vai se juntar com nossos gostos, e ai vamos perceber que a gente pode fazer TUDO que a gente achar melhor para nós mesmos. Eu não quero ser mandada por ninguém, eu não quero não ser ninguém, eu só quero o mundo e sabe? Eu posso ter. Você pode ter. 


Minhas redes sociais: